Marcadores

sábado, 24 de dezembro de 2011

Análise de Louvores: Festival Promessas: Sabor de Mel - Damares

Olá, prezados irmãos e leitores. Nos últimos dias, analisamos três músicas cantadas no Festival Promessas. Vimos Teologia da Prosperidade e Batalha Espiritual envolvidas nas letras de duas das músicas. Agora, estaremos estudando a música Sabor de Mel, de Damares. A música possui uma balada ao estilo "Calypso", porém possui uma letra extensa. Vamos à análise:


O agir de Deus é lindo
Na vida de quem é fiel
No começo tem provas amargas
Mas no fim tem o sabor do mel
Eu nunca vi um escolhido sem resposta
Porque em tudo Deus lhe mostra uma solução
Até nas cinzas ele clama e Deus atende
Lhe protege
Lhe defende
com as suas fortes mãos
Você é um escolhido
E a tua história não acaba aqui
Você pode estar chorando agora
Mas amanhã você irá sorrir.

Deus vai te levantar das cinzas e do pó
Deus vai cumprir tudo que tem te prometido
Você vai ver a mão de Deus te exaltar
Quem te vê há de falar
Ele é mesmo o escolhido.

Vão dizer que você nasceu pra vencer
Que já sabiam porque você
Tinha mesmo cara de vencedor
E que se Deus quer agir ninguém pode impedir
Então você verá cumprir cada palavra
Que o Senhor falou,

Quem te viu passar na prova
E não te ajudou
Quando ver você na benção
Vão se arrepender
Vai estar entre a plateia
E você no palco
Vai olhar e ver
Jesus brilhando em você
Quem sabe no teu pensamento
Você vai dizer
Meu Deus como vale a pena
A gente ser fiel
Na verdade a minha prova
Tinha um gosto amargo
Mas minha vitória hoje
Tem sabor de mel.

Tem sabor de mel
Tem sabor de mel
A minha vitória hoje
Tem sabor de mel.

Para começar, a música possui uma letra muito interessante, motivadora, porém ela possui alguns problemas, além de diversos erros de português "Quem te viu passar na prova e não te ajudou... vão se arrepender":

1. O agir de Deus: A música coloca o agir de Deus de uma forma estranha ao evangelho: No começo da vida do cristão, ele enfrenta provas. Ao vencê-las, recebe as bênçãos. Não há textos que relacionam uma coisa com a outra na Bíblia. As duas coisas são distintas na Palavra de Deus: Ele prova quando quer, para nos fazer crescer espiritualmente, e abençoa quando quer e precisamos, dentro dos seus planos. Não há o que o homem fazer para condicionar uma recepção de bênçãos por parte do Senhor. 

2. Eu nunca vi um escolhido sem resposta, porque em tudo Deus lhe mostra uma solução: O único problema, aqui, é esclarecer que a resposta de Deus pode (e normalmente é) diferente da nossa, pois nossa limitada visão e nosso coração enganoso nos leva a nos desviar do centro da vontade do Senhor.

3. Você pode estar chorando agora, mas amanhã você irá sorrir: O contexto do primeiro verso parece levar a uma visão de que os problemas que temos serão sempre solucionados, pois Deus agirá. A questão, porém, é que muitos dos problemas que enfrentamos, são devidos a nossas próprias escolhas erradas (Sl. 10.3). Nosso coração pecaminoso nos faz tomar decisões que afrontam os planos de Deus e nos fazem sofrer. Cabe ao homem avaliar isso e ver se Deus já não está martelando em sua cabeça a solução do seu problema, para poder vencê-lo. E muitas vezes isso pode significar renúncia, pois fazer a vontade de Deus envolve renúncia do nosso ser (Mc. 10.21, Lc. 14.33). 

4. Deus vai cumprir tudo o que tem te prometido: Teologia da Prosperidade pura. Este tipo de mensagem musical vem acompanhada de ministrações recheadas de textos do AT sobre a antiga Teologia da Retribuição (siga os preceitos de Deus e você será abençoado). Jesus quebrou esta teologia em toda a sua ministração terrena, mostrando que os doentes e pecadores seriam os primeiros a entrar no Reino dos Céus, enquanto criticava os fariseus, por seguirem estritamente a lei, sem entender a sua essência (Mt. 23.23, Mc. 7.11-13). 

5. Deus vai cumprir tudo que tem te prometido, Você vai ver a mão de Deus te exaltar, Quem te vê há de falar, Ele é mesmo o escolhido: Antropocentrismo puro: A ideia de que o homem pode ser exaltado, ser considerado como "o escolhido" (o egocentrismo deste termo é absurdo), vai radicalmente contra os ensinos de Cristo, que diz que quem se exaltar, será humilhado (Lc. 18.14). Mas aí alguém diz: O texto fala em "exaltar-se a si mesmo". Ora, qualquer um que aceita a exaltação do outro, aceita a exaltação e a incorpora em seu ser. Os discípulos não aceitaram serem exaltados pelos outros, sempre fizeram as coisas em nome de Jesus, para Ele ser exaltado e adorado. 

6. Vão dizer que você nasceu pra vencer Que já sabiam porque você Tinha mesmo cara de vencedor E que se Deus quer agir ninguém pode impedir: A Teologia do Vencedor é deturpada, aqui. A música atrela a vitória do cristão ao término da prova e recebimento da bênção. Porém, ela ignora os milhares de cristãos que morreram sacrificados nas arenas romanas. Mas o texto bíblico diz que somos mais que vencedores, certo? Releia Rm 8:33-39 para ver que ser "mais que vencedor" significa manter o seu amor por Deus e por Jesus Cristo independente de perseguições, problemas e dificuldades. 

7. Quem te viu passar na prova E não te ajudou Quando ver você na benção Vão se arrepender Vai estar entre a plateia E você no palco Vai olhar e ver Jesus brilhando em você: Essa parte da música, bem no final, mostra exatamente o motivo porque tantos crentes são detestados pela sociedade: o sentimento de triunfalismo e de superioridade frente aos outros. A Bíblia nos ensina exatamente o contrário: A termos um sentimento de humildade perante o outro, achando-o superior a nós mesmos (Cl. 3.12, Fp. 2.3, 1 Pe. 5.5, Tg. 3.13). 

Conclusão

A música possui diversas teologias embutidas nela que vão contra o discurso bíblico e cristológico sobre a provação. A ideia de que a provação traz choro e tem sabor amargo deve ser ignorada. As provas precisam ser vistas como uma forma de aprendizado, como uma situação permitida a nós por Deus para que cresçamos espiritualmente. 

Além disso, o discurso triunfalista da música leva o cristão a adotar um sentimento arrogante quando recebe alguma dádiva, pois o faz pensar que ela vem de Deus, sem perceber que ela pode ser, na verdade, um laço do inimigo para desviar a mente do cristão da verdadeira adoração a Deus. Além disso, o discurso pode criar crentes sociopatas, que encaram qualquer dificuldade na vida como uma prova divina que ele deve vencer, com as outras pessoas sendo vistas meramente como obstáculos a serem ultrapassados. Esta não é a postura adotada por Cristo ou por seus discípulos no Novo Testamento. 

É isso, pessoal. Como sempre, lembrando, nossa análise é baseada nas Escrituras, interpretadas à luz de Cristo. Na próxima oportunidade, analisaremos a música Diante de Ti, de Eyshila. Até lá. 

2 comentários:

  1. & "Vai estar entre a plateia, e você no palco" &

    CARAMBA, desde quando a igreja tem palco e platéia?
    esta ideia, traz o sentimento de superioridade frente a outros, a ideia de que os que estão no palco são maiores ou mais importantes que os demais, na igreja somos todos iguais, e isto foi muito bem abordado na análise.

    "Não façam nada por interesse pessoal ou por desejos tolos de receber elogios; mas sejam humildes e considerem os outros superiores a vocês mesmos."
    Filipenses 2:3

    como pode uma musica "gospel" (odeio este termo), contradizer a própria bíblia? uma musica que é tão cantada nas igrejas e entoada com empolgação pelos cristãos, possuir uma letra assim realmente não dá pra entender.

    sim, a melodia da musica é linda, sim, a musica é muito bonito, eu concordo, mas deve-se valorizar mais a letra da canção e não a aparência da mesma.

    muito boa a análise

    ResponderExcluir
  2. INFELIZMENTE VIVEMOS UMA GRANDE INVERSÃO DE VALORES, E A CADA GERAÇÃO QUE PASSA FICAMOS MAIS AQUÉM DO GENUÍNO EVANGELHO, VIVEMOS DIAS DE UM VERDADEIRO FORMALISMO RELIGIOSO MERCANTIL, COM MÚSICAS DITAS EVANGÉLICAS QUE QUANDO ANALISADAS NÃO PASSAM DE FERRAMENTAS PARA MASSAGEAR O EGO,E ENRIQUECER DITOS CANTORES E PREGADORES DA PALAVRA(?), VOLTEMOS AO GENUÍNO EVANGELHO.

    ResponderExcluir